domingo, 28 de outubro de 2012

Criando uma trilha energética...


Estamos criando uma trilha energética diferente e saindo de um certo vale escuro onde predominam certas ilusões.

Mas antes de conseguirmos abrir um novo horizonte nas antigas formas de sentir e perceber a realidade, precisamos enfrentar firmemente questões emocionais básicas que bloqueiam nosso fluxo de energia. 

Feridas antigas como emoções de medo, raiva, sentimentos de inferioridade, frustração e amargura com relação à vida. Ao enfrentarmos essas questões, criamos uma trilha energética que outras pessoas poderão utilizar para também conseguir sair desse vale escuro, se assim desejarem.

É um processo que requer autodisciplina, pois isto não acontece automaticamente.

O processo de autocura requer um foco firme e honesto na sua vida interior e uma vontade de encarar todas as emoções que estão dentro de você. Trata-se de reconhecê-las como sua, de responsabilizar-se por elas e de não se sentir vitima do passado, de outras pessoas ou da sociedade.

Através das práticas em grupo da Comunicaçao Não-Violenta, vamos treinando nossa consciência a penetrar, com emparia e compreensão, nos recantos mais escuros de nossa escuridão interna, e fazer com que a Presença da Luz se faça conhecida, onde antes reinava a desesperança.

Ao estender a luz da sua consciência sobre as áreas dentro de você que se encontravam banidas, abafadas, reprimidas e negligenciadas, sua luz automaticamente se expande. Dessa forma, você liberta a si e também liberta incontáveis seres que encontravam-se reféns de bloqueios emocionais.

Você está fazendo este caminho onde, de novo e de novo, busca olhar para dentro de si e assumir a responsabilidade por seus sentimentos e emoções. Um caminho por vezes solitário, que por muito tempo adiamos fazê-lo. 

Porém não há mais como contorná-lo.

É necessário ter honestidade com o Eu; expor-se da forma como é agora; eliminar mascaras e fingimentos e admitir sem disfarce a própria vulnerabilidade.

Somente assumindo total responsabilidade pela energia que ocorre em nosso interior, poderemos romper com o papel de vitima e finalmente dizer: "ninguém tem poder sobre mim".

Enquanto eu continuar a dizer que as pessoas estão sendo arrogantes, estúpidas, etc, eu perpetuo minha condição de vitima e não encontro a energia da solução em minha vida. Preciso enfrentar firmemente, com empatia e compreensão, o que eu sinto e necessito para desbloquear estas áreas dentro de mim, de modo que minhas feridas psicológicas possam ser curadas e não mais projetadas sobre os outros.



Tiago Bueno

Nenhum comentário:

Postar um comentário