domingo, 28 de outubro de 2012

Agir a partir do coração

É sempre desafiador agir a partir do coração, pois é como seguir o fluxo das coisas tal como ele se apresenta, sem pressionar nem forçar nada. Uma característica, portanto, que eu vejo de vivermos a partir do coração é que há uma ausência de esforço. O coração é aquela parte dentro de cada um de nós que é capaz de observar as coisas e permitir que elas existam e sejam o que elas são. Se olharmos para nós mesmos a partir do coração não haverá rótulos nem julgamentos, muito menos culpa. Você verá a sua dor interna e permitirá que ela exista. Estará disposto a reconhecê-la com compaixão. E isto significa envolvê-la com a luz da sua consciência de modo a fazer uma possível alquimia, transmutação.

Você aprende a fazer isso quando está disposto a não responsabilizar o passado, seus pais, a sociedade ou seus relacionamentos, pela energia que estiver ocorrendo dentro de si. E isto pode ser o mesmo que dizer: eu falarei de mim mesmo, de minha própria vulnerabilidade, com todo o meu coração, por mais que isso possa ferir a minha vaidade. Irei deixar ir aquela pessoa que eu acho que deveria ser para conseguir ficar com quem realmente sou.

E esta é uma das formas que conheço e compartilho para sermos nós mesmos. Quando estamos dispostos a lançar a luz da nossa consciência, com compaixão, sobre nossas áreas escuras e feridas, estamos nos permitindo a brilhar e mostrar ao mundo a energia original de nossas almas.
Agindo a partir do seu coração, naturalmente você vai desistindo de analisar, julgar ou comparar as pessoas, coisas ou situações. Não existirá um conjunto fixo de crenças a partir das quais você interpreta ou dá valor aos fatos.

Mas e se usarem minha própria vulnerabilidade contra mim, para atirarem em minha cara e dizerem que sou fraco, medroso, covarde, etc? Responda dizendo: "é verdade tudo isso. Sou a própria luz do meio dia e também a própria escuridão da madrugada e estou disposto a assumir tudo isso sem máscaras".

Autor: Tiago Bueno

Nenhum comentário:

Postar um comentário